{:br}

PERFIS

Houve um tempo em que não existiam aplicativos, em que a internet ainda engatinhava, em que as companhias aéreas não cobravam para se marcar o assento, em que não havia Trivago e afins, em que o São Paulo era campeão ano sim, ano sim. Faz quase uma década e meia. Foi quando pisei pela primeira vez no Atelier de Joël Robuchon (naquele momento havia apenas um, em Saint-Germain), dica de Amauri de Faria, que, sempre escasso em elogios, disse que Röbuchon e Senderens eram obrigatórios e que o primeiro não errava, quaisquer endereços colocasse seu nome. A reserva foi marcada para meio dia e meia. A pé cumpri o quilômetro que distanciava o hotel até o endereço em que minha vida mudou. Sentei-me num balcão. Ofereceram uma taça de champagne: Bruno Paillard première cuvée (vendida pela sempre confiável Taste Vin). Abri o cardápio, mas não cheguei a prestar atenção, porque queria saber do garçom o que ele recomendava naquela quinta-feira. Havia uma proposta de alguns pratos que tinham ficado famosos nas mãos de Robuchon.

2Joël Robuchon

BRASIL ADENTRO

Trilha sonora: o som das ondas. Imagem na retina: a areia branca, os coqueiros e a piscina natural das águas quentes a qualquer época do ano.

Bebidas: coco gelado e caipirinha de caju.

Comida: casquinha de siri de entrada e salada de lagosta como prato principal.

Com esse roteiro, o Mar Aberto, em Arembepe, na orla baiana, a uns 40 quilômetros de Salvador, tem tudo para disputar o Oscar de melhor comida de praia desse Brasil. O restaurante não fica na areia por um capricho de alguns centímetros, mas quem escolhe as mesas do fundo tem uma imagem para revisitar toda vez que algo lhe causar aperreação e o som antiestresse das ondas a alguns metros.

pisandoemuvas
http://pisandoemuvas.com/

VÍDEOS

Outono na Bourgogne é uma das melhores épocas para viajar para os vinhedos e ver as cores das videiras e o poder do terroir bem à frente dos olhos

REINVENÇÃO

É mágico. Você entra no Sud e a energia de ser bem recebido por uma brigada feliz já te faz diminuir o ritmo. O forno a lenha te transporta pra um lugar onde existe comida quente, com cheiro de comida feita como antigamente. Tenho paixão por forno a lenha, minha vó tinha, minha mãe tem, embora use menos do que gostaríamos. O Sud é, pra mim, casa. Daqueles lugares que posso ir sozinha. Ou não. Mas se eu for, serei abraçada. E sairei feliz. Como aconteceu no dia em que eu fui. Cheguei sozinha e passei o dia rodeada de amigos. Conhecidos que iam chegando e sentando ou novos que me ofereciam comida na mesa ao lado. O clafoutis de pêra é um resumo disso tudo: te pega pelo cheiro, é linda em sua simplicidade, é rústica como comida de casa, é aquele “obrigado por ter vindo”. É um dos muitos exemplos de pratos surpreendentes que a @robertasudbrack escolheu a dedo nesse menu de gostosuras. Como a suculenta terrine de carnes, o aconchegante e sofisticado ovo na lenha com bottarga, a deliciosa carne cruda com nozes e, claro, o bolo de nada com nata e chimia (afinal, Sudbrack é gaúcha) que com o cafezinho da vó Iracema…. hummm.

MUNDO AFORA

O desejo de Pedro, o Grande fez o improvável se concretizar. Em um terreno pantanoso à beira do Báltico, ele resolveu erguer uma cidade que fosse uma nova janela para o mundo e mostrasse as reformas que ele implementava. Construída sobre milhões de ossos, segundo historiadores por conta das milhares de mortes de operários, São Petesburgo é a imagem da Rússia pré-revolução e da dinastia dos Romanovs, que comandaram o país por quase quatro séculos e chegaram a conquistar um quarto do planeta. Ir à Rússia implica comer estrogonofe, ou melhor, stroganov, para eles. Sobre sua criação há muitas versões. Uma delas é do historiador William Pohlebkin, que acreditava que um dos mais famosos pratos do mundo ganhou seu nome em homenagem ao conde Alexander Grigorievich Stroganov. Sem filhos, o nobre convidava seus pares para jantares abertos em que eram oferecidas pequenas porções de pratos franceses e russos. Foi ali que teria surgido esse prato híbrido das duas escolas culinárias.

{:}

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

limpar formulárioPostar Comentário